sábado, 4 de fevereiro de 2012

Reunião de pais: é hora de acolhê-los também.


Vamos iniciar o planejamento para uma boa reunião de pais. O que é preciso?
Quais os cuidados devemos ter?
Como planejá-la? 
O que apresentar a eles?...
São muitas as questões, então vamos por parte.
Em primeiro lugar vamos pensar em uma boa mensagem de boas vindas que fale sobre a importância da escola, dos professores e da família sem se esquecer de quem é protagonista desta história: a criança.
10 passos para se sair bem na primeira reunião de pais

A  primeira reunião entre pais e professores é uma ótima oportunidade para iniciar uma parceria de um ano inteiro em torno do mesmo objetivo: levar crianças e adolescentes a aprender. "Essa é nossa chance para pescar os pais", aconselha Helvécia Costa, diretora da Escola Estadual Andronico de Mello, em São Paulo. Para ela, esse é o momento de despertar na família o interesse em participar da vida escolar dos filhos. Uma reunião bem conduzida, portanto, faz a diferença. : a primeira, mais geral, fica a cargo da direção ou da coordenação; a segunda, em classe. O ideal é dividi-la em duas partes e, é com o professor. Veja como ter sucesso nessa tarefa.
1. Definir o roteiro com a direção Para não perder o foco, vale organizar antecipadamente com a direção um roteiro do que será dito às famílias. "Os pais têm direito de saber qual é a linha pedagógica adotada", defende a pedagoga Maria Maura Barbosa, do Centro de Educação e Documentação para a Ação Comunitária (Cedac), em São Paulo. (...) Depois dessa discussão, os pais são encaminhados para grupos diversos, de acordo com a série dos filhos, para a reunião com os professores.
2. Preparar e enviar os convites O convite, enviado com pelo menos uma semana de antecedência, deve conter:
O aviso claro da reunião, com dia, local, hora para começar e terminar.
Os temas a serem tratados, as normas da escola, o material escolar a ser providenciado, qual o sistema de avaliação, os horários e a importância das tarefas de casa.
Um lembrete de que não haverá tempo para falar das crianças individualmente e que isso será feito durante todo o ano em reuniões periódicas.

3.
Cuidar do ambiente O local do encontro deve ser preparado com cuidado para que todos se sintam esperados e acolhidos. Alguns professores costumam pedir às crianças para fazer desenhos e com eles decoram a sala onde será a reunião. Dar aos pais a oportunidade de identificar o trabalho do filho entre tantos outros é uma forma afetuosa de dar boas-vindas. Nem sempre isso é possível, mas uma faixa simples ou uma saudação na lousa são outras formas simpáticas de acolher os pais. Se a reunião for feita à noite, é bom providenciar água, café e biscoitos para quem vier direto do trabalho.

4.
Garantir a participação ativa dos pais na reuniãoIsso é fundamental para o sucesso do encontro entre escola e família. Reserve um tempo para os pais fazerem perguntas e propostas. Questões específicas sobre uma criança, que não sejam do interesse geral, ficam para depois, como informado no convite.

5. 
Falar sobre o currículo Todos os professores devem se apresentar aos pais e expor seu trabalho com as crianças. Neste momento faça uso das imagens da rotina da criança na escola. mostre aos pais como é a rotina quando eles estão na escola.

6. Falar da periodicidade dos encontros Se os pais sabem quando terão novas oportunidades de encontrar os professores, é criado um compromisso entre a família e a escola. Atualmente os pais trabalham demais, têm uma vida corrida e tendem a delegar a educação do filho totalmente à escola.
É importante, no entanto, mostrar que a aprendizagem só acontece se a escola, o aluno e a família trabalharem juntos.

7. Preparar a leitura de um bom texto literário Para descontrair os pais e fazer com que se sintam mais à vontade, uma dinâmica pode funcionar bem. Escolha uma que facilite a integração, mas que não demore mais do que 15 minutos. Aplique logo depois da apresentação dos professores, explicando antes o que eles vão fazer e qual o objetivo.
 

8. Mostrar a escola Em uma pequena excursão, leve os pais para conhecer as salas de aula, biblioteca, banheiros e quadras. Conhecer o espaço onde a criança passa tantas horas do dia e perceber que é seguro e adequado ao ensino os deixa satisfeitos.

9. Apresentar os funcionários Todas as pessoas que trabalham na escola devem ser apresentadas aos pais: o pessoal da merenda ou da cantina, quem cuida do pátio na hora do recreio, os funcionários da secretaria, os faxineiros. Além das devidas apresentações, o professor deve explicar o que cada um faz, os horários das merendas, as normas, os cuidados com a higiene... O importante é que os pais saibam que seus filhos estão sendo cuidados e bem tratados por todos. É o que eles esperam da escola que escolheram.

10. Enfatizar a importância da presença dos pais nas atividades escolares dos filhos Uma boa maneira de concluir o encontro é lembrar aos pais o papel deles na aprendizagem dos filhos. Dados do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) mostram que crianças que fazem parte de uma família que participa de forma direta do dia-a-dia escolar dos filhos apresentam desempenho superior em relação às demais. Essa participação se dá de modo simples: conversar sobre o que acontece na escola, acompanhar o dever de casa e incentivar a leitura, por exemplo. Nada garante que eles sairão completamente confiantes da reunião, mas se você conduzi-la bem, com firmeza e paciência, a ansiedade dará lugar ao espírito de cooperação.


Quer saber mais?

Escola e Família: Uma parceria que precisa dar certo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e não se esqueça de deixar um recadinho.